Templo Romano de Évora - Évora

Iniciada a sua construção na época de Augusto, no século I d. C., terá sido durante as duas centúrias seguintes que a sua edificação se foi completando. Como muitas outras edificações, também este templo sofreu alterações estruturais ao longo dos séculos. Em 1836, deixou de funcionar como açougue.  Este Templo constitui o que resta do forum da cidade de Évora, que uma tradição seiscentista considerou dedicado à deusa Diana mas que, na realidade, seria consagrado ao culto imperial. De todo o complexo, chegaram até aos nosso dias o podium, quase completo, onde é ainda bem visível a escadaria, apesar do seu desmoronamento.As colunas assentam em bases circulares de mármore branco de Estremoz. Em relação aos capitéis, eles apresentam-se lavrados no mesmo mármore, com decoração estruturada em 3 ordens de acantos e ábacos, ornamentados de florões e flores, como malmequeres, girassóis e rosas. Escavações mais recentes, nomeadamente as orientadas por Th. Hauschild, revelaram que o Templo seria rodeado por pórtico monumental e um espelho de água.

Localização: Évora.


Textos retirados do site www.ippar.pt